quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Um abraço no ano novo!

Estar aqui, simples e confiante, sentindo a vida, o presente, uma coisa puxando outra, sem que haja fim, sempre processo, passos e travessuras, afastados os riscos de perda ou extravio, pois o caminho sou eu.

As crianças sentem isso e riem à toa simplesmente por serem quem são.

Muitos e muitos anos, e a gente quase não desconfia de nada, das roupas, das caras, do dinheiro. Só que tudo estava pronto desde antes. 

O que temos é nosso tesouro de menino e não saberemos disso se não formos radicais até o último instante.

As ferramentas para a travessia são boa vontade, fé, gratidão e generosidade...

Feliz 2016!